Assembleia aprova projeto que cria Angra Doce

Romanelli e Lupion criam lei que beneficia a região do Norte Pioneiro por meio do turismo

Os parlamentares da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), aprovaram, nesta quarta-feira (13), o projeto de lei dos deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Pedro Lupion (DEM), que institui a região de Angra Doce. O conjunto é formado pelo reservatório da usina hidrelétrica de Chavantes e seu entorno, abrangendo os municípios de Ribeirão Claro, Carlópolis, Siqueira Campos, Jacarezinho e Salto do Itararé, no estado do Paraná, como Área Especial de Interesse Turístico.
 
Segundo Romanelli, o projeto fortalece e incrementa o desenvolvimento econômico na região do Norte Pioneiro com a otimização mercado turístico da região. “Utilizaremos o turismo para promover o desenvolvimento sustentável integrado da região, por meio da conservação dos recursos naturais, fomentar a economia local, gerar de empregos e melhorar a qualidade de vida da população”, afirmou.

Ainda de acordo com o líder, a união das lideranças políticas que estão envolvidas neste projeto tem sido essencial para que tudo dê certo. “Todos estamos empenhados para trabalhar pelo sucesso de Angra Doce”, disse.

Angra Doce engloba outros 15 municípios que ficam ao redor da Usina Hidrelétrica de Chavantes, com confluência dos rios Paranapanema e Itararé que faz divisa entre os estados do Paraná e São Paulo. “A região é propícia para a prática de vários esportes. Também há cachoeiras, trilhas, praias artificiais e lugares históricos. Precisamos valorizar o que temos de bonito e garantir um retorno aos moradores com trabalho e renda”, concluiu Romanelli.

Comentários